Follow me:

O Primeiro de 2018

Oficialmente: 2018 já pode começar.

Tenho agenda, cadernos com folhas em branco e canetas coloridas para usar. E uma lapiseira pentel 0.5, pois eu escrevo com um pouco de força e o caderno sempre fica borrado com a 0.9.

O Natal de 2017 foi muito bom, o total oposto do último (2016). Isso mostra que as partes envolvidas amadureceram e que as rusgas ficaram no passado. Além da paz durante as celebrações, ainda tive a oportunidade de fazer um bolo de frutas e leite condensado que ficou delicioso (de acordo com o público). Para o natal, usei morangos. Para a virada de ano, usei cerejas.

Também revi muitas pessoas que eu havia perdido o contato há anos. E nessa ocasião, percebi que a melhor opção foi me afastar de algumas. Essas visitas natalinas me fizeram perceber quem eu sou de verdade e que eu posso até me orgulhar da mulher que eu me tornei.

Um exemplo e momento desabafo: não sou arrogante e não vou na sua casa pra sentar numa cadeira e falar difícil e toscamente, ou minimizar a sua profissão ou quem você é, muito menos falar do seu peso e o quão gordo(a)/magro(a) você está. Não, eu nunca vou fazer isso, pois carrego dentro de mim respeito e humildade. Foi necessário perceber esses detalhes nos discursos alheios, essa vontade de parecer ser e não realmente ser, que me fez respirar fundo enquanto comia gelatina e sorrir. Sorrir pelo simples fato de não ser assim (arrogante, pedante). Ademais, aquele peso de não mais conviver com determinadas pessoas, mesmo sendo familiares, e achar que eu estava errada por escolher um caminho mais solitário está começando a esvair-se do meu peito. 10 pontos para a Ravenclaw.

Não vai ter foto bonita nesse post (como se tivesse em algum – haha), só vai ter caneta stabilo e caderninhos com capas lindas. Vamos concordar: a Cicero está de parabéns. Ah, também teve o pequeno desabafo anterior porque eu preciso manter uma característica nessa internet.

Eu desejo um excelente 2018 para vocês. Que ele seja belo, calmo, intenso e satisfatório. E eu agradeço a visita ao meu blog, de coração. Venha quando estiver sem sono, quando a insônia bater forte. A cura pode estar nas minhas palavras sonolentas.

P.S.: criei uma nova página para listar os shows vivenciados com sucesso; atualizei a meta para o meu reading challenge 2018 (20 livros); a agenda da Elissa Rocabado vai abrir em 21 de janeiro; só vou começar outro livro quando eu terminar “Harry Potter e A Ordem da Fênix”; semana que vem a rotina recomeça (doutorado, pesquisa, francês, inglês); fiz a minha primeira manteiga caseira e usei apenas creme de leite fresco e flor de sal; refrigerante orgânico continua sendo refrigerante; irrigação por gotejamento com garrafa pet e barbante funciona, quando bem feita, e salva as suas plantas quando você está ausente.

Previous Post

2 Comments

  • Reply Claudia Hi

    Feliz ano novo Izzy. Adorei as fotos (foi você mesma que tirou?!)

    Puxa queria ver uma foto do seu bolo de frutas… ah eu gostava da lapiseira 0.7. Achava ela ótima pois era fina mas grossa o suficiente pra não ficar quebrando toda hora rs

    January 8, 2018 at 11:01 am
  • Reply BA MORETTI

    saúde mental em primeiro lugar, não é mesmo. e te falar que 2017 me trouxe forte esse tipo de aprendizado. entender que certas relações não precisam fazer parte da tua vida, mesmo se tratando de familiares, porque elas não te trazem nada de bom. um pouco sobre ter gratidão mas também enxergar que minha saúde tá em primeiro lugar e que bom, não sou obrigada a nada HAHA 🙂 feliz 2018! e as fotos ficarão muito amorzinho ♥

    January 10, 2018 at 9:23 pm
  • Leave a Reply