Follow me:

3 Livros que Mudaram a Minha Vida e Um Plus!

Esse post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros que espalha carinho pela blogosfera, resgatando a livre e verdadeira paixão pelos diários virtuais! Quer participar? Faça parte do nosso grupo no Facebook! Clique aqui!

Três, apenas três livros que mudaram a minha vida. Uma tarefa impossível para quem é influenciada por pequenas quotes! Mas aceitei o desafio do Rotaroots e selecionei três obras que me marcaram e mudaram a minha maneira de encarar o mundo. No finalzinho, ainda tem um plus corajoso e inspirador, que não poderia ficar de fora dessa pequena lista.

1º: Ensaio sobre a Cegueira – José Saramago

O livro aborda uma cegueira que, inicialmente, foi registrada em um único homem. A forma como ele fica cego, no semáforo, já dá o tom arrebatador do livro. Posteriormente, a cegueira se espalha e se transforma em uma epidemia. Em meio ao caos, apenas uma mulher continua a enxergar, tendo a “responsabilidade de ter olhos quando os outros perderam”.

Eu sou completamente fã do José Saramago, esse escritor português simpático, Nobel e crítico que, infelizmente, nos deixou há alguns anos. Ele representa muito para mim, e eu tenho um carinho enorme pelas palavras dele. Quando li o “Ensaio sobre a Cegueira” fiquei em choque. Eu estava no primeiro período da faculdade. O livro mexeu bastante comigo e me fez refletir sobre o que era realmente relevante na minha vida, sobre como eu enxergava as coisas do mundo, sobre sobrevivência, sobre as nossas ações como seres humanos. Continua a mudar a minha vida, sem dúvida.


2º: A Casa do Sono – Jonathan Coe

Minha irmã chegou em casa com um livro e disse: toma, Izzy. Acho que você vai gostar. E ela tinha razão. Eu adorei o livro e ele sempre vai aparecer na minha lista de livros prediletos, que mudaram a minha vida, que abalaram a fundação do meu coração! O livro conta a história de Sarah, que sofre de narcolepsia e confunde, constantemente, sonho com realidade. A obra alterna entre passado e presente, muitas coisas acontecem, vidas se entrelaçam. Além de entender um pouco mais sobre os distúrbios do sono, somos capazes de absorver as aflições de cada personagem, as escolhas que fizeram, os caminhos que percorreram.

Jonathan Coe é um dos meus escritores favoritos. Ele consegue mesclar drama com comédia, consegue ser sério e hilário ao mesmo tempo. A escrita de Coe, para mim, é muito confortável. Sou capaz de começar a ler e não parar mais, nem para beber um chá ou café, pela fluidez e estrutura dos textos. Esse autor inglês merece destaque na literatura contemporânea, não só pelo livro “A Casa do Sono”, mas por outros títulos, tais como “O Legado da Família Winshaw”, “A Chuva Antes de Cair”, “Bem-vindo ao Clube”, entre outros. Vale a pena a leitura! Recomendo! <3


3º: Os Três Mosqueteiros – Alexandre Dumas

Esse clássico da literatura conta a aventura de D’Artagnan em busca do seu sonho, o de se tornar um mosqueteiro. Chegando em uma Paris do século XVII, sem um tostão furado no bolso, D’Artagnan se encontra com 3 reais mosqueteiros: Porthos, Aramis e Athos. Eles vivem muitas, muitas confusões juntos. E a quantidade de detalhes que o Dumas usa em suas obras, consegue ilustrar cada momento vivido pelos personagens.

Um tratado sobre a amizade, confiança e companheirismo. Esse livro despertou em mim um emaranhado de emoções. Cada personagem tem uma personalidade única e você se envolve com cada um deles. É mágico, simplesmente mágico. Esse livro consegue me tirar um sorriso do rosto quando penso nele. E isso já é o bastante para mudar o meu dia! Lembranças boas, lembranças de um clássico!


Plus: Nausicaä do Vale do Vento – Hayao Miyazaki

Esse quadrinho não poderia ficar de fora da minha listinha. Minha consciência ficaria pesada se eu não mencionasse essa figura linda, corajosa e guerreira que é a Nausicaä.

Nausicaä foi o meu primeiro contato com o mundo espetacular de Hayao Miyazaki. Até então, ela foi a personagem que mais me marcou e me influenciou em vários momentos da vida.

Sou medrosa e Nausicaä, não. Ela luta contra vapores esquisitos e esporos estranhos, sem medo. Pilota como ninguém uma aeronave. É simpática, amável e forte. Queria ser Nausicaä, queria ser do Vale do Vento.


E você? Tem algum livro que mudou a sua vida? Que causou um impacto maior? Que quebrou paradigmas?

/hug

Previous Post Next Post

3 Comments

  • Reply Rhay

    ensaio sobre a cegueira ♥

    September 8, 2016 at 4:04 pm
    • Reply Izzy

      Costumo falar que o Saramago é um mago que sara, hahaha. Adoro os livros dele, as opiniões, as palavras usadas.
      Ensaio Sobre a Cegueira é um livro que mora no meu coração. ♥

      September 10, 2016 at 7:24 pm
      • Reply Rhay

        acho que vou reler ele.
        é o tipo de livro que sempre que lemos trás algo novo.
        incrível. o.o

        September 12, 2016 at 3:56 pm

    Leave a Reply